Latest News

9.1.2 ...

8.

Na caverna, Agaures pressentiu algo.

- O amuleto foi ativado, Hory. Já há um novo guardião.

O demônio foi até o altar numa das extremidades do esconderijo. Nele estava uma bola de cristal circundada por uma serpente de metal. Ele se ajoelhou e começou a recitar palavras numa língua estranha.

O efeito foi imediato, como se acendesse uma luz dentro do cristal. Agaures se concentrou e olhou fixamente, esperando que fosse revelado quem era - e onde estava - o novo guardião do Ahnk.

Enquanto isso, no sótão da Mansão Halliwell, as irmãs recebiam mais informações do fantasma de Helen Swanson.

- Não desprezem o poder de Agaures. Ele pode viajar no tempo, e consegue pressentir quando vai ser atacado. Assim, sempre impede que a derrota aconteça.

- Mas então ele é invencível! - Piper ficou espantada.

- Apenas com a ajuda do Ahnk é possível derrotá-lo. Mas para isso é preciso um guardião hábil. Eu mesma nunca consegui. O máximo que pude foi me esconder e, mesmo assim, ele me encontrou.

Paige finalmente encontra ânimo para falar alguma coisa.

- E como é que eu vou conseguir usar essa coisa? Não tenho a menor idéia de como funciona, e logo o demônio virá atrás disso!

- Deve descobrir o próprio caminho, minha querida. - disse o fantasma. - Talvez você seja mais merecedora do que eu. E, agora, é uma protegida de Osíris!

A aparição então se tornou cada vez mais transparente, até se desmanchar no ar.

- Meu tempo com vocês acabou. Preparem-se! Agora que o amuleto foi ativado, logo Agaures estará aqui!

E o fantasma desapareceu sem dizer mais nada.

- Que ótimo! - Disse Piper, aborrecida. - Como se não tivéssemos mais nada para fazer! Vou ligar para o Leo, ele vai ter que dar conta da vistoria do restaurante sozinho.

Piper saiu, deixando as irmãs apreensivas.

- Então, vamos ter que ficar apenas esperando esse demônio nos atacar a qualquer momento? Que presente de grego! - reclamou Paige.

Mas Phoebe estava intrigada.

- O que será que ela quis dizer com ‘protegida de Osíris’? Acho que podemos descobrir nos livros antigos da Prue. Vamos dar uma olhada!

As duas começaram a vasculhar em caixas guardadas pela irmã há muito tempo, no sótão. Finalmente, na capa de um grosso volume, encontraram:

MITOLOGIA EGÍPCIA

Phoebe folheou o livro até achar algo interessante. Então, leu em voz alta:

- “De acordo com a lenda, Osíris era o Rei dos deuses. Um faraó, que junto com sua esposa Ísis, governava com justiça. Mas era invejado por seu irmão Seth, que o assassinou por ciúme. Para os antigos egípcios, todos os homens poderiam unir-se a Osíris e conquistar a imortalidade. Eles também acreditavam que o deus protegia seus seguidores, dando-lhes poderes para se livrar de situações perigosas.”

Antes de terminar, ela foi interrompida pela a voz de Piper, que voltava para o sótão.

- Bem, vamos bolar um plano para acabar logo com isso e...

Mas ela não teve tempo de concluir a frase. Como uma explosão de luz, o demônio Agaures apareceu bem no meio do sótão.

- Se não quiserem morrer, entreguem-me agora o amuleto. Ele não pertence a vocês!

- Veio antes do que eu esperava - Disse Piper, preparando um gesto com as mãos para explodir o invasor.

Pressentindo o golpe, Agaures desviou a energia de Piper para cima dela mesma. A bruxa tentou escapar, mas acabou sendo atingida por uma onda de choque que a fez cair no chão, desacordada.

Phoebe reagiu imediatamente com um golpe de karatê, mirando as costas do demônio. Mas ele simplesmente saiu do caminho, desviando-se da voadora e fazendo com que ela desabasse sobre o armário de livros.

Paige, vendo a arma com Agaures, chamou:

- Punhal!

Este imediatamente reapareceu nas mãos dela. Mas com a mesma rapidez o demônio surgiu atrás dela, retomou a arma e ameaçou, encostando a lâmina em seu pescoço:

- Vamos parar de brincadeiras. Me dê o amuleto agora, ou todas morrem. E você será a primeira!

Piper e Phoebe se recuperaram do choque que sofreram e olharam assustadas para Paige. Com o Ahnk ainda nas mãos, ela imediatamente orbitou para perto das outras duas, livrando-se do abraço mortal do demônio.

- Malditas bruxas!

Paige apontou o amuleto para Agaures e disse, em voz alta:

- Ajude-nos a eliminar este mal!

No mesmo instante, o Ahnk começou a brilhar. Ele emitiu uma luz cada vez mais forte, raios que cegraam tanto o demônio quanto as irmãs.

As três não souberam explicar o que aconteceu em seguida. Apenas ouviram um estrondo e sentiram como se seu corpo estivesse caindo num lugar desconhecido. Foram parar no centro de um grande salão, um templo antigo com colunas muito altas e um altar no fundo.

- Alguém reconhece esse lugar? - Perguntou Phoebe.

- Parece uma espécie de templo... - Sugeriu Paige.

- Vamos sair daqui. Temos que avisar Leo que há um demônio na mansão! - Concluiu Piper.

Mas elas não tiveram tempo para isso. Foram surpreendidas por um homem vestido com uma túnica branca e adornos na cabeça, na forma usada pelos antigos egípcios. Ao vê-las, ele gritou:

- Guardas, depressa! O Ahnk está sendo roubado!

Imediatamente, cinco homens armados com lanças entraram no templo. Piper tentou congelá-los, mas o gesto não surtiu efeito.

- Não funciona!

- Também não consigo orbitar! - Disse Paige.

Os guardas egípcios logo cercaram as três.

- Coloque o Ahnk de volta no altar! - Ordenou o homem, que tinha a aparência de um sumo sacerdote egípcio.

9.

Piper, Phoebe e Paige foram levadas para uma prisão muito primitiva. Antes de trancá-las numa cela, o sacerdote que as surpreendeu no templo pergunta:

- De onde vocês vêm? Não mintam para mim!

Mesmo que dissesse a verdade, Paige sabia que ele não iria acreditar

- Não somos daqui. Viemos de um lugar que você não conhece.

- Imaginei que diriam isso.

Mas a conversa foi interrompida pela chegada de uma mulher ricamente vestida. Ela trajava uma roupa dourada e um colar de ouro e jade. Na cabeça, um adorno usado pelas sacerdotisas egípcias.


- Quem ousou ameaçar o amuleto sagrado? Elas devem ser punidas com a morte!

- Amessis! - O homem cumprimentou a recém-chegada.

- Grande Kawab, temos que tomar providências quanto ao destino dessas mulheres!

- Calma... Tudo a seu tempo. - Ele respondeu, fazendo um sinal para que ambos deixassem a cela.

Já no corredor, os dois conversaram:

- Você sabe qual é a punição para quem profana o Ahnk! - Disse a sacerdotisa, em tom de advertência.

- A Rainha Hatshepsut já foi avisada da presença delas. Ela decidirá. - Avisou Kawab, que se retirou deixando para trás a mulher com um olhar furioso no rosto.

A sacerdotisa Amessis voltou para o templo. Entrou na sua sala particular e percebeu a presença de um homem sentado, em silêncio.

- Aquele maldito sumo sacerdote avisou a Rainha!

- Calma! Ninguém sabe que estou aqui. E nem que tenho uma ajudante como você. - Respondeu Agaures, envolvendo com as mãos o rosto da sacerdotisa que fechou os olhos para ser beijada.

10.

- Desculpa por interromper você no trabalho, Leo. Mas Piper disse que viria buscar as crianças no final da manhã, e não apareceu até agora!

Ao telefone, estava a babá de Chris e Wyatt.

- Não é incômodo nenhum! A Piper teve uns contratempos... Posso deixar os garotos aí até o fim da tarde?

- Claro, Leo! Eu só fiquei preocupada, mas já que você sabe onde ela está...

Ao desligar, Leo é quem ficou preocupado. Piper avisou que estava às voltas com um amuleto, e que provavelmente teriam um demônio para enfrentar. E ele preso ali, tendo que atender o fiscal que vistoriava a cozinha do restaurante.

- Então, está tudo bem, senhor Ruiz?

- Sim, Leo. O alvará deve estar pronto no início da próxima semana.

Os dois homens se despediram e Leo foi imediatamente para a mansão. Nenhuma das Halliweel atendia o telefone e ao chegar, como já suspeitava, não encontrou as irmãs. No sótão estava tudo revirado, mas a página do Livro das Sombras que elas consultavam ainda estava aberta. Ele resolveu dar uma olhada.

Ahnk

Leo olhou para o alto e chamou:

- Coop! Coop, pode me ouvir?

O cupido logo apareceu na sua frente.

- Leo, o que houve?

- As irmãs desapareceram! E a única pista é essa página do Livro das Sombras.


11.

- Mais um divertido cruzeiro no tempo! Senhoras e senhores tomem os seus lugares! - Disse Piper, com ironia.

- Eu sempre quis conhecer o Egito, mas não dessa forma! - Reclamou Phoebe.

- Eu pedi ajuda para nos livrar de Agaures, e o Ahnk nos trouxe para cá. Deve existir um motivo para isso!

- Você tem razão, Paige, há algum motivo para estarmos aqui. Essa civilização desapareceu há séculos, e ainda assim podemos entender tudo o que eles dizem. Só pode ser o poder do Ahnk!

- Mas... E quanto aos nossos poderes?

- Já perdemos os poderes antes, ao voltar no tempo - Piper lembrou. - Temos que achar outro meio de sair dessa prisão!

Mas não houve tempo para arquitetar um plano. A cela se abriu, e um dos guardas ordenou que o seguissem.

As irmãs deixaram a prisão e atravessaram a pé pela cidade de Tebas, impressionadas com aquele lugar. Ao longe, corria o rio Nilo. Elas foram levadas ao Templo e, ao chegarem no imenso salão com paredes e colunas enfeitadas por desenhos coloridos, o guarda ordenou:

- Ajoelhem-se! E não ousem levantar o olhar!

Piper, Phoebe e Paige obedeceram. Logo, escutaram passos se aproximando. Uma das pessoas foi até perto delas.

- Quem enviou vocês? - Perguntou uma voz de mulher.

Piper respondeu:

- O Ahnk nos trouxe para cá.

- A mentira pode lhes custar a vida! - Advertiu a mulher.

- Se não acredita, deixe que eu prove! - Arriscou Paige.

- E como vai fazer isso?

- Esse lugar está muito bem guardado, não poderíamos fugir. Deixe que mostre como o amuleto me obedece.

- Quanto atrevimento! Não lhe dê o amuleto, Rainha Hatshepsut, pode ser uma armadilha!

Era Amessis, que entrava correndo na sala.

- Compreendo seus cuidados, Amessis. Mas como você bem sabe ninguém jamais conseguiu tocar no Ahnk... a não ser ela. - Disse a Rainha, apontando para Paige. - Tragam o amuleto! - Ordenou aos guardas.

- Quanto a vocês, já podem se levantar.

As irmãs obedeceram. Mas, quando olharam para a Rainha, quase caíram novamente no chão de susto.

Na sua frente, estava uma cópia exata de Prue Halliwell.

12.

- Prue... - Sussurrou Piper, mal contendo a emoção.

- O quê você disse? - Perguntou a rainha egípcia, sem compreender.

Phoebe segurou com força a mão da irmã mais velha. Apesar do choque, Paige sabia que era hora de tomar a iniciativa.

- Fomos enviadas pelo grande deus Osíris, para proteger o Ahnk, e protege-la também, Rainha.

- Blasfêmia! Como se atrevem a falar em nome do grande Osíris? Devem ser executadas imediatamente! - atacou Amessis.

- Deixe que o amuleto mostre quem fala a verdade! - Respondeu Paige, sem perder tempo. - Pelo poder de Osíris, mostre quem é a sua guardiã!

Obedecendo à ordem, o amuleto se ergueu no ar, vindo diretamente para as mãos de Paige.

- Como sabia?.. - cochichou Phoebe.

- Eu não sabia.

- É um truque! - Insistiu Amessis.

- Então, veja se é capaz de fazer o mesmo!

Paige colocou o amuleto na palma da mão da sacerdotisa e apertou com força.

Amessis soltou um grito de dor e tirou a mão, imediatamente. Na sua palma ficou a marca do contorno do amuleto, como se tivesse sido feita por um ferro em brasa.

13.

Mais tarde, já em seus aposentos, Amessis caminhava furiosa de um lado para outro.

- Quanta humilhação! Quanta vergonha! Como pôde deixar que aquilo acontecesse comigo?

Agaures respondeu com uma calma que irritou mais ainda a sacerdotisa.

- A culpa foi toda sua. Ninguém mandou agir sem me consultar.

- Pois bem, e o que vamos fazer agora? A rainha adotou aquelas três mulheres como conselheiras. Acredita mesmo que foram enviadas por Osíris!

- E como anda se comportando a nossa rainha? - Perguntou o demônio, mudando de assunto.

- Continua com suas escapadas noturnas. E passa os dias pedindo aos Deuses que a livrem da morte certa.

Agaures sorri para a sua cúmplice.

- Tenha paciência. O trono dela será a sua recompensa, assim que eu tiver o amuleto. E, para que Hatshepsut não se sinta mais segura do que deve, vamos nos livrar daquele amante dela!

14.

Hatshepsut andava ao lado das irmãs pelos corredores do palácio.

- Aqui, é o salão para as reuniões do Conselho. É onde o Clero, em breve, vai decidir o meu futuro. - Disse, mostrando o lugar para as três.

- Como assim? perguntou Paige.

- Sei que são verdadeiras enviadas dos Deuses, e por isso confio em vocês. Precisam me ajudar, ou serei morta!

- Phoebe amparou a jovem rainha.

- Calma! Conte o que está acontecendo.

- Meu marido, o faraó Tutmés II, morreu há cerca de dois anos. Nunca tivemos filhos homens, portanto não há descendentes diretos para o trono. Muitos dos sacerdotes prefeririam que eu também estivesse morta para não atrapalhar os planos deles de controlar o Egito!

A rainha continuou:

- Querem afastar-me do trono a qualquer custo. Jamais admitiriam uma mulher faraó! Querem que eu ceda meu lugar para o filho ilegítimo do meu marido, Tutmés III... O filho de uma mulher do harém real!

- Como acha que podemos ajuda-la? - Perguntou Piper.

- Depois que meu marido morreu, me retirei da vida pública por vários meses. Aleguei estar de luto, mas não era verdade. Eu estava grávida! Não de Tutmés, e sim de Senemut, o maior escultor de todo o Egito. Ele é o homem que eu amo! Agora, a vida dele e da minha filha corre risco.

As irmãs se olharam. Parece que o Ahnk as trouxe ao passado para resolverem os problemas amorosos de uma rainha que, casualmente, é a cara de Prue.

Piper quis saber mais:

- Onde está essa criança?

- Com o pai. Ele cuida dela, dizendo que é sua sobrinha. Se meus inimigos descobrirem, nenhum de nós terá a menor chance. Vocês, emissárias de Osíris, têm que impedir que isso aconteça!

15.

O chefe da guarda entra apressado nos aposentos de Amessis, e imediatamente afasta os olhos. A sacerdotisa e Agaures estão abraçados. Irritada com a interrupção, ela grita com o visitante inoportuno.

- O que você pensa que está fazendo?

- Trago notícias, minha sacerdotisa. As notícias que a senhora estava esperando!

- Do que se trata, fale logo!

- Na casa de Senemut, onde a rainha vai toda a noite... Há um bebê!

- Uma criança?

- Sim! Segundo nossos informantes, o escultor diz à todos que a menina é sua sobrinha. Mas sabemos que ele não tem irmãos!

- Muito bem, meu caro! Você trabalhou muito bem. Agora vá... e fique em silêncio sobre isso!

A sacerdotisa encheu as mãos do guarda com moedas, e ele se foi.

- Uma criança! -  Agaures estava exultante. - Obviamente, o resultado do amor proibido da rainha e do escultor Senemut. Essa é a arma que nos faltava!

16.

- Como vamos ajudá-la? E por que ela se parece tanto com Prue?

Piper estava inquieta, caminhando de um lado para outro.

- Talvez isso seja um sinal. Talvez tenhamos alguma ligação. - Sugeriu Phoebe.

- Sim, uma ligação de família! Só pode ser isso! - Disse Paige. - Quando pedi ao Ahnk que nos livrasse do mal, ele nos trouxe para cá para evitar que algo ruim acontecesse a todas nós, algo que nos prejudicaria atingindo a uma de nossas antepassadas!

- A Rainha Hatshepsut! - Conclui Piper. - Mas como vamos ajudá-la, sem poderes?

- O Ahnk canalizou meu poder de mover objetos. Talvez possa ajudar Phoebe a ter uma premonição.

Paige segurou o amuleto com uma das mãos e, com a outra, a mão de Phoebe. Logo, ela teve a premonição que esperava.


- Eu vi guardas, dezenas deles... E Agaures os liderando! Perseguiam um homem, que foge com um bebê nos braços. Há um barco que vai para o mar! Vejo o homem e a criança em segurança à bordo, deixando o Egito!”

Piper ficou preocupada.

- A rainha não vai gostar da idéia, mas temos que tirá-los do Egito imediatamente. Agaures pretende matá-los para conseguir o Ahnk!

6 comentários:

Anônimo disse...

Querido criador desse blog!:
Vc é um gênio!!!! Escreve muito bem e tem uma criatividade e um amor incrível pelas nossas bruxinhas!!
Estou muito ansiosa pra saber o resto desta saga q vc inteligentemente criou!
Pq vc não tenta mandar uma idéias pra produtora o seriado?
Já pensou, suas idéias sendo reproduzidas na tv...
bjos anna

Charmed Forever disse...

Anna, vc é muito generosa!

Eu realmente gostaria de escrever para Charmed, pena que a série acabou. E depois, as opiniões da gente que mora aqui no Brasil não são lá muito valorizadas... por isso, me contento com a fic. Mas já fico bem feliz com elogios como os seus!

beijos,

Lory.

Anônimo disse...

Olá! estou adorando a História da nona tmeporada que você está escrevendo!

Tem mesmo uma mente brilhante!
Está otima! E espero ansiosa o proximo capitulo.

É uma pena o seriado ter chego ao fim, mais mesmo assim não me canso de assistir!

Adorei sua iniciativa! Parabens!

Beijos,
Tamara

Lory disse...

Tamara, só posso agradecer... e torcer para que vc continue acompanhando os epis!

bjs!

ELSA disse...

olha lory eu adoro o que está fazer e se me deixa-se gostaria de dar ideias ou até mesmo escrever uma historia mas em vez de ser só sobre elas as três sobre os seus descendentes e elas

assinado: uma grande fan das charmed
o meu mail é ELSAMARINAVERDE@HOTMAIL.COM

Vanessa disse...

Ola, Gostei da criatividade, comecei a ler, mas não tive coragem de continuar, pois não terminei de ver a série ainda estou na quarta temporada, mas já guardei seu blogg para não perdelo, pois quero ler depois de terminar a serie. Parabens

Charmed Fan Fiction Designed by Templateism.com Copyright © 2014

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.